16/04/2015 14h06 - Atualizado em 16/04/2015 15h14

ANTONIO GRAMSCI

ANTONIO GRAMSCI

Estava revendo obras de Antonio Gramsci – que li durante o curso superior – quando deparei-me com o que ele chamou de interregno. Que ficou célebre porque passou a ser fundamental para o entendimento de ciência política. Diz ele: “a crise consiste no fato de o velho ter morrido e o novo ainda não ter nascido”. Para o novo nascer, é preciso de um parteiro. Parteiro é o estadista.

O passado – também no Brasil – mostra o fio da meada a caminho do futuro. O capitalismo de estado começou a ser construido no Brasil já no fim da colônia. Foi criado, então, o Banco do Brasil, iniciativa de dom João VI, obra que teve sequência com Pedro II, com a criação da caixa econômica, atualmente Caixa Econômica Federal. Nascia ai o capitalismo de estado, num país que não teve feudalismo. A historia comprova. A “nobreza” – até hoje, mas sem as qualidades dela – é parasita do tesouro público dos três níveis.

O capitalismo de estado teve processo acelerado com a revolução de 1 930. Depois – com Getúlio Vargas, no período constitucional – ele foi incrementado, mas acelerou-se mesmo com o regime militar, sobretudo no período do general Geisel.

O Brasil – ao longo de toda sua história – teve governantes que tentaram agilizar a passagem para o capitalismo de mercado. Jânio Quadros e Collor de Melo são exemplos. Mas foram derrotados pelos privilégios da “nobreza”. No segundo governo Fernando Henrique Cardoso, o processo foi retomado mas a recaida no capitalismo de estado ocorreu com o atual governo. E fortemente.

O capitalismo de estado já morreu. O capitalismo de mercado ainda não nasceu. Este é o  interregno. O Brasil aguarda um parteiro.

 

Vicente Golfeto

"Vida, Viver é expressar todos os dias um sorriso de calma. É se apresentar nesse pequenino palco que é a terra. É buscar do público fiel (sua alma) aplausos por estar vivo. Atue com perseverança, se arrisque, ame, viva, pois somos o produto de nossas ações e de nosso comportamento". 

Vicente Golfeto - Professor, Comentarista econômico do telejornal da TV Clube (Rede Bandeirantes), Diretor do Instituto de Economia da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, Colunista do Portal Vaievemdavida  e Jornal A Cidade.
* As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Portal de Notícias www.vaievemdavida.com.br.

 

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTE TEXTO Facebook Twitter