16/04/2016 09h43 - Atualizado em 16/04/2016 09h44

Araraquara quer trem turístico para passageiros

Projeto está sendo estudado por especialistas; estimativa inicial é de que custe R$ 3 milhões

Araraquara quer trem turístico para passageiros
ponto de partida Estação Ferroviária deve ser o início da viagem de trem (Foto Amanda Rocha)
Créditos: Matéria Site Via EPTV

 Já pensou poder andar de trem novamente em Araraquara? Os moradores mais nostálgicos vão se lembrar do tempo em que a estação Ferroviária não era só museu. O projeto ainda depende de uma série de fatores, mas o trem turístico para passageiros pode se tornar realidade.


A CEE (Comissão Especial de Estudos), que foi criada na Câmara de Vereadores para propôr um plano diretor para a ocupação da Orla Ferroviária, está estudando o projeto. Para dar o primeiro passo, eles receberam especialistas para uma visita técnica, como o professor Fábio Barbosa, membro da ANPF (Associação Nacional de Preservação Ferroviária).

amanda rocha/Tribuna
movimentada Estação de Bueno de Andrada também está sendo cogitada (Foto Amanda Rocha)

A ideia é que o trem turístico saia da Estação Ferroviária e leve os passageiros até o Pinheirinho ou Bueno de Andrada. “Nós tivemos essa ideia entre 2009 e 2010 e, na época, enviamos um projeto para o Governo Federal pedindo verba. Até então não tivemos resposta, mas estamos vendo o que é possível fazer”, explica Elias Chediek (PMDB), presidente da Câmara. 

Na ida para o Pinheirinho, a ideia é que tenha outro meio de transporte, como uma van, aguardando os passageiros no trilho para levá-los ao passeio no parque. “Em Bueno é mais difícil, pois o fluxo de trens de carga é muito maior e seria mais difícil conseguir um horário disponível, mas seria um passeio muito legal também”, diz Chediek.

O projeto inicial, porém, é de R$ 3 milhões, valor que é considerado alto, ainda mais em um momento de crise econômica. O trem turístico, entretanto, não é só para o lazer, pois também pode incentivar o artesanato, a gastronomia e até a rede hoteleira, já que a novidade pode atrair pessoas de outras cidades para virem passear por aqui.

Os especialistas que fizeram a visita técnica vão estudar o projeto mais afundo, a partir de agora, e devem fazer uma proposta mais completa em breve, com valores mais concretos e soluções para os assuntos burocráticos. “Sabemos que é um valor alto, mas vamos levar o projeto adiante porque vai movimentar muito a economia da cidade”, analisa Chediek.

Se o projeto sair do papel, é alguma associação de ferroviários que deve comandar as viagens e, normalmente, há uma taxa em que o passageiro paga para poder viajar. “Não é só a viagem, dá para vender lanches na estação ou algum trabalho artístico, são muitas opções”, finaliza. A Tribuna entrou em contato com a Prefeitura e a Rumo ALL para ver a possibilidade de o trem turístico realmente funcionar. 

Por enquanto, projeto fica somente no papel - Apesar de o projeto do trem turístico ser interessante, ainda não está sendo tratado como algo efetivo dentro da Prefeitura, pelo fato de ainda estar em fase de proposta e levantamento de custos. Além disso, depende de uma série de fatores para dar certo.

“Ainda é preciso saldar alguns pontos como, por exemplo, a saída total das locomotivas do centro da cidade, o que ainda depende da construção das oficinas em Tutóia, a recuperação de locomotivas para que possam ser utilizadas e a situação dos trilhos para receber esse projeto turístico”, diz a nota enviada pela assessoria de imprensa.

O mesmo projeto já foi apresentado para duas cidades e, por questões econômicas, as duas desistiram, então o Executivo prefere aguardar um próximo momento para ter mais certeza.

Procurada pela Tribuna, a Rumo ALL afirmou que é uma concessionária de transporte de cargas, não de passageiros. “Qualquer projeto nesse sentido deve ter uma análise técnica da empresa, mas quem aprova é a ANTT, que tem um departamento específico para isso”, diz a nota

 

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA Facebook Twitter