21/02/2016 16h30 - Atualizado em 21/02/2016 16h31

Museu do Samba tem pacote para turista 'vivenciar' o carnaval carioca

Espaço surgiu a partir do Centro Cultural Cartola, fundado em 2001. Visitante pode ver exposições, participar de workshops e provar fantasias

Museu do Samba tem pacote para turista 'vivenciar' o carnaval carioca
Registro da fachada do Museu do Samba (Foto: Diego Mendes)
Créditos: Matéria G1

O Museu do Samba lançou um pacote turístico especialmente criado para grupos de brasileiros e estrangeiros que desejam visitar a instituição. Batizado de “Vivência do Samba”, o novo produto inclui quatro atividades: visita às exposições permanentes; workshop de samba no pé; prova de fantasias de escolas de samba e uma tradicional feijoada, item gastronômico tradicional das agremiações cariocas.

Turistas japoneses visitam Museu do Samba (Foto: Divulgação)Turistas japoneses visitam Museu do Samba (Foto:
Divulgação)

"O samba é um gênero vivo, dinâmico e em constante evolução. Por isso o Museu criou uma programação em que o visitante conhece a história do samba e também vivencia seu ritmo, sua gastronomia e interage com sambistas que brilham nas grandes escolas do carnaval do Rio de Janeiro", explica Nilcemar Nogueira, diretora do Museu e neta de Cartola e de Dona Zica da Mangueira.

O pacote “Vivência do Samba” começa com uma visita guiada por pesquisadores do Museu às exposições “Samba, patrimônio cultural do Brasil” e “Simplesmente Cartola”. No workshop “Caindo no Samba”, o visitante aprende os passos do samba e a tocar os principais instrumentos de uma bateria, tendo como instrutores experientes passistas e ritmistas oriundos de escolas tradicionais como Mangueira, Portela e Salgueiro.

Fantasias e feijoada
Durante a programação, os turistas podem ver de perto algumas fantasias que já desfilaram no Sambódromo do Rio de Janeiro em carnavais recentes e podem ainda fazer fotos vestidos como foliões.

Na etapa final do pacote, é servida uma feijoada preparada por Tia Nelcy, atual presidente da ala das baianas da Mangueira e neta de Dona Neuma, uma das maiores personalidades da história da Verde e Rosa.

Roda de samba de raiz no Museu do Samba (Foto: Divulgação)Roda de samba de raiz no Museu do Samba (Foto: Divulgação)

História
O Museu do Samba surgiu a partir do Centro Cultural Cartola, fundado em 2001 por Nilcemar Nogueira, neta do compositor. Inicialmente debruçado sobre a memória do sambista e sua obra antológica, o Centro Cultural Cartola foi se tornando referência em pesquisa, preservação de memória, guarda e mostra de acervos, além de atividades culturais e musicais focadas no samba carioca.

Serviço
Endereço: Rua Visconde de Niterói, 1296 – Mangueira – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3234 5777
Preço: R$ 10 (inteira) R$ 2 (estudante) 

 

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA Facebook Twitter