06/05/2016 14h37 - Atualizado em 06/05/2016 14h38

'Nem sei o que falar pra minha irmã', diz filha sobre mãe desaparecida

Moradora de Piraju é procurada desde o dia 29 de janeiro. Filha de 6 anos acha que mãe foi viajar: 'É desesperador', diz adolescente

'Nem sei o que falar pra minha irmã', diz filha sobre mãe desaparecida
Danieli Oliveira desapareceu no dia 29 de janeiro em Piraju (Foto: Arquivo pessoal/Valdomiro Salvador)
Créditos: Matéria G1

“Vai ser a o primeiro Dia das Mães sem ela aqui. É desesperador." O desabafo é da adolescente Letícia Gabriela Salvador, de 16 anos, sobre a mãe que desapareceu há três meses.

A representante comercial Danieli Aparecida de Oliveira, que mora em Piraju (SP), sofre de esquizofrenia e sumiu no dia 29 de janeiro. A família conta que ela estava sozinha quando saiu de casa após falar com uma tia por telefone. A Polícia Civil continua investigando o desaparecimento e descarta a hipótese dela estar morta.

"Está sendo bem difícil, principalmente por causa da minha irmã mais nova, Maria Eduarda, de apenas seis anos. Ela pergunta todo dia e tenho que falar que a mamãe foi viajar e vai demorar para voltar. Nem sei o que falar pra minha irmã no domingo de Dia das Mães. Ela está com muita saudade e questiona todos os dias sobre essa 'viagem demorada' da nossa mãe. Não queremos contar sobre o desaparecimento, mas está cada vez mais complicado arrumar argumentos, porque já faz três meses", lamenta Letícia.

A minha mãe é a minha melhor amiga e a única pessoa com quem eu podia contar. Ela cuidava de nós, dava carinho e estamos perdidas sem ela. Agora, estamos sem rumo" Letícia Gabriela Salvador

Adaptação
O desaparecimento da representante comercial alterou profundamente a rotina da família. A adolescente passou a estudar à noite para poder ajudar o pai a cuidar da irmã mais nova. “Eu estudava em período integral, mas agora estudo à noite para ajudar meu pai a cuidar dela e também da casa. É ele quem cozinha e leva a gente na escola. Tem sido dias bem difíceis, ainda mais porque a minha mãe é a minha melhor amiga e a única pessoa com quem eu podia contar. Ela cuidava de nós, dava carinho e estamos perdidas sem ela. Agora, estamos sem rumo”, afirma.

Para o marido, Valdomiro Salvador, a falta de informações sobre onde possa estar Danieli deixa a situação cada vez mais desesperadora. “Estamos desesperados com essa situação e não sabemos mais o que fazer. Está bem difícil”, revela.

Danieli Salvador sumiu no fim de janeiro em Piraju (Foto: Arquivo Pessoal/Valdomiro Salvador)Letícia com a mãe Danieli e a irmã Maria Eduarda
(Foto: Arquivo Pessoal/Valdomiro Salvador)

Ele calcula já ter gasto aproximadamente R$ 11 mil nas buscas pela esposa. “Desde que ela desapareceu eu fui cinco vezes para o Guarujá, porque falaram que tinham visto uma mulher parecida com ela. Entrei em fazendas e favelas para ver se a encontrava. Mas, infelizmente, não tive nenhum resultado. O grande problema é que ninguém tira foto e isso dificulta muito as buscas”, lamenta.

Investigação
De acordo com o delegado da Polícia Civil Alberto Bueno, as apurações em relação ao desaparecimento continuam. “Não há informações ainda sobre o local exato onde ela possa estar, mas estamos prosseguindo com as investigações e o que podemos afirmar com certeza é que ela está viva.”

Para a família, ainda há esperança de poder encontrar Danieli. “Não perdemos a esperança e temos fé que vamos encontrá-la. Ia ser um grande presente se ela estivesse com a gente no Dia das Mães, uma felicidade sem tamanho. Meu sonho é poder encontrá-la”, ressalta a adolescente.

Entenda o caso
Danieli sofre de esquizofrenia e desapareceu no dia 29 de janeiro. Segundo o marido, ela estava sozinha quando deixou a residência da família após falar com uma tia por telefone.

"Ela é esquizofrênica e já sumiu outras vezes, mas sempre conseguimos localizá-la. Dessa vez, não a encontramos. Antes de desaparecer, ela ficou nervosa depois de falar com uma tia pelo telefone e saiu de noite", disse ao G1 na época.

Ele decidiu criar, junto com familiares e amigos, uma página nas redes sociais para que a foto da esposa fosse compartilhada. A família chegou a ir várias vezes ao Guarujá após receber informação de que a representante comercial tinha sido vista lá, mas não a localizaram.

Danieli Aparecida de Oliveira está desaparecida desde 29 de janeiro (Foto: Arquivo pessoal/Valdomiro Salvador)Danieli Aparecida de Oliveira sofre de esquizofrenia, diz marido (Foto: Arquivo pessoal/Valdomiro Salvador)

 

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA Facebook Twitter