06/06/2016 16h36 - Atualizado em 06/06/2016 16h36

Saúde do intestino é a nova preocupação dos nutricionistas

Experts defendem que integridade é chave para eliminar o peso extra de uma vez por todas

Saúde do intestino é a nova preocupação dos nutricionistas
Saúde do intestino e das mitocôndrias: as novas preocupações dos nutricionistas são a CHAVE para eliminar o peso extra de uma vez por todas (Foto: James Wojcik/arquivo Vogue e Thinkstock)
Créditos: Matéria Revista Vogue

Esqueça aquela consulta bê-á-bá com o nutricionista, que segue sempre o mesmo esquema: pesagem, bate-papo (quando se deve contar tudo o que se come ou deixa de comer) e termina com você levando para casa um cardápio regrado e meia dúzia de receitas pouco calóricas.

Atualmente duas vertentes vêm sendo exploradas nos consultórios médicos mais badalados do País como forma de reger a reeducação alimentar: a saúde intestinal e a gestão da oxigenação celular.

O intestino está em pauta desde que estudos comprovaram sua importância muito além da frequência com que você vai ao banheiro.“Temos muito mais bactérias no intestino do que a quantidade de células no nosso corpo. Manter a flora intestinal equilibrada é a chave para o organismo livre de infecções”, afirma o médico especialista em performance humana Theo Webert.

Nutrólogo de Giovanna EwbankBruno Gagliasso e Grazi Massafera, ele procura restabelecer a saúde do intestino dos seus pacientes antes de começar qualquer tratamento, através da análise dos resultados de uma batelada de exames de sangue e da prescrição de vermífugos para melhorar o processo de absorção intestinal. “Um intestino que não funciona compromete a mecânica do organismo como um todo. Acúmulo de gordura, inchaço e mau humor sinalizam que ele está precisando de ajuda”, complementa.

Além do estresse, que deixa o órgão lento e impede a absorção de vitaminas e minerais, os maiores vilões são os carboidratos simples (pães refinados, doces e refrigerantes) e frituras. Para manter o intestino na rota certa, a endocrinologista especialista em obesidade Glaucia Moraes, do Rio de Janeiro, indica ficar longe de produtos industrializados e manter o corpo sempre hidratado. “Diferente do que se pensa, ir todos os dias ao banheiro não é sinal que tudo vai bem. É preciso sentir a sensação de esvaziamento por completo, o que gera leveza e bem-estar”, orienta.

A solução do problema muitas vezes está no prato, mas existem casos mais complexos que necessitam de tratamentos à base de probióticos naturais ou em cápsulas. Frutas, legumes, vegetais escuros e água são aliados na hora de deixar o intestino em dia - uma dica é beber em jejum um suco de morango, pêssego e laranja, que ajuda a melhorar o trânsito intestinal. 

Dupla de Impacto (Foto: Vogue Brasil)

Já para quem dá expediente na academia todos os dias e ainda assim vê poucos resultados,o problema pode estar na saúde das células. Deve-se dar atenção às mitocôndrias, que são responsáveis por fornecer energia a todos os músculos do corpo. “Fatores como estresse, poluição, cigarro e má alimentação comprometem a função mitocondrial, fazendo com que o corpo se desgaste mais rápido”, explica a nutricionista funcional e esportivaPriscila Di Ciero, de São Paulo.

A alimentação correta mais uma vez é a resposta para deixar suas mitocôndrias tinindo. Nada adianta se entregar à musculação, aulas de crossfit, spinning e corrida se o seu músculo estiver fadigado, sem a energia necessária para responder a cada estímulo.

“Quanto mais mitocôndrias saudáveis espalhadas pelos músculos, maior a potência do seu metabolismo e, por isso, maior também o gasto calórico durante o treino”, explica a nutricionista Andrea Santa Rosa Garcia, que tem insistido na oxigenação celular antes de começar qualquer tratamento em seu consultório no Rio. Para proteger as mitocôndrias, opte por alimentos ricos em carnitina, complexo Becoenzima Q10 como salmão, brócolis, castanhas, maçã, frutas cítricas, quinoa e cereais.

A própria atividade física pode ser inimiga das mitocôndrias, já que o alto consumo de oxigênio durante os exercícios promove a oxidação das células. Nesse caso, dormir é um santo remédio: além de promover a recuperação muscular, o sono é necessário para quem deseja resultados na resistência física, performance e definição do corpo.

 

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA Facebook Twitter